Edição 115 | JULHO


..: DESTAQUES :..

  • PRINCIPAL
  • Agabe
  • Incubadora de Negócios
  • Pedro Fabiano
  • Ampla
  • Flocagem
  • Decoração Autoadesiva
  • Ricoh

SERIGRAFIA
Paixão & Arte



Pois, é, temos um tecido de tantos fios, uma tinta base d´água para estampas convencionais, outra, plastisol para estampas mais criativamente ousadas na sua expressão de impacto visual, e um sistema de impressão que se presta a tudo isso, artesanal e industrialmente. Eis a Serigrafia [ou, Silk-Screen]. Um processo que permite gravações de todo o tipo em objetos – e raros são os que não servem para serem serigrafados/silkados – num diálogo artístico, acadêmico e mercantil. Além dessas opções de estampa/gravação, a Serigrafia é um instrumento de preparação para papeis especiais na gravação de conteúdos para Termotransferência [ou, estampa sublimática] atendendo a todos os estilos da Moda. Por outro lado, é serigrafando que a maioria da Sinalização, funcional ou não, em material rígido ou na flexibilidade e transitoriedade da película de vinil autoadesivo, surge em nosso cotidiano. Eis que a Serigrafia é ela mesma um mercado que atende demandas de vários segmentos publicitários e industriais. A pessoa que vivencia este cotidiano artístico-industrial é serigrafista por paixão e arte: “O momento em que a matriz é revelada mostra a concepção do produto que, puxado o rodo sobre a tinta, nos dá mais uma arte”, diz a Mariana d´Almeida y Piñon, professora de artes visuais em Paris/França, e colaboradora habitual da Revista I&C e do Grupo de Debates Noética. Já a professora de artes gráficas, Carlota M. Moreyra, também em Paris e também nossa colaboradora, diz ser “[...] impossível ´fugir´ da Serigrafia quando, entre máquinas e máquinas gráficas, optou-se por finalizar uma arte puxando o rodo agregando-lhe valor artístico e comercial: Serigrafia é sinônimo de arte gráfica na sua total pluralidade acadêmica”. Apreende-se de tais comentários especializados que a Serigrafia é uma paixão e uma arte. E onde quer que se vá e olhe, lá estão a matriz e o rodo...

João Barcellos

Removedor Ecológico de
Resíduos de Tintas Têxteis

Uma das preocupações do impressor é o momento da limpeza de suas matrizes. Pois sempre surge aquela pergunta. Como conseguir uma limpeza que seja eficaz, rápida, que não polua o meio ambiente e claro, que seja barato? A Agabê, em parceria com a Remco Chemie (Alemanha), fabrica solventes ecológicos e químicos para equipamentos de limpeza e reaproveitamento de matrizes serigráficas possui o VARIOCLEAN S 4379 que é um limpador sustentável ideal para limpeza de tintas à base de água e a Plastisol. VARIOCLEAN S 4379 é um produto concentrado e muito versátil, que pode ser diluído conforme a necessidade. Desbloqueia telas durante e após as impressões. Pode ser recuperado por floculação, baixo nível de odor e melhor utilização quando trabalhado por recirculação. Além disso, possui alto ponto de fulgor, classificados como inflamável nem trazendo risco a saúde dos operadores.

www.agabe.com

Incubadora de Negócios




A “arte mercantil exige criatividade aliada a saberes d´ofício” disse eu, em conversa com gente moça de todas as idades na Febratex, evento realizado na Sampa pela FCem, no início de 2017. Um setor do evento foi dedicado à amostragem do que é e deve ser uma ´incubadora de negócios´, e tudo ali chamou a atenção. Entretanto, a poética elegância de uma bicicleta a servir de suporte para uma banca móvel despertou-me para imagens que há muitos anos atrás me deixavam curioso em países europeus: a dinâmica de uma estética mercantil cuja leveza abre espaços de diálogo nesse ambiente. Semanas antes, na Fespa Brasil, promovida pela AP&S, também na Sampa, pude observar o mesmo estilo na exibição da Alko em torno de produtos autoadesivos para decoração de ambientes e veículos, e que se tornou uma festa dentro da feira. Por isso é que o conceito ´alavancar negócios em incubadoras´ é uma referência cada vez mais aplicado, até para, e principalmente, apoiar o jovem empreendedorismo.


DARWIN EM PORTUGAL, QUARTA DIMENSÃO E A DECORAÇÃO AUTOADESIVA:
O QUE HÁ EM COMUM?


Pedro Fabiano

Em recente artigo falamos sobre um Darwin generoso que permitiu ao mundo uma óptica atemporal de sua existência, embora trouxesse em seu bojo uma Teoria Evolucionista em que o Tempo seja um fator preponderante e protagonista. Em nossa I&C tivemos na edição de junho p. p. (nº 114) onde Castro resgata em seu genial artigo as falas de nosso Barcellos, quer seja, a quadrimensionalidade e suas relações com o movimento, tecnologias e estilismos. Ao descortinar o século 21 o mundo lusófono recebeu um ilustre regalo, que pululava em mentes acadêmicas, ávidas de saberes, pelas bancas da Universidade de Coimbra, ora feita em comemorado lançamento editorial, que perpetrou inda mais os escritos da Doutora em História, Ana Leonor Pereira. Este compêndio, “Darwin em Portugal [1865-1914] – Filosofia. História. Engenharia Social” trouxe a visão do Povo oriundo da “Portus Cale”, quer seja pelo viés do “Belo Porto” do latim dos romanos, quer seja “Porto Quente” dos gregos, que enfim cedeu o gentílico ao “Povo Castro” da já então dourada região da “Callaeci”. Isto posto, saúda-se a leveza com que Portugal recebeu a recém-lançada “Origem das Espécies” de Charles Darwin. Como o universo conspira e há sempre uma congruência astral promovendo uma espécie de “solstício de ideias” o nosso Castro traz a baila os falares de Barcellos; e foi outro Castro (o botânico coimbrão Júlio Henriques) que trouxe para Portugal (herdeiro do Povo Castro) a “Teoria de Darwin”, amenizando aqueles anos de turbulências da vida do cientista, que sofria com as disputas de egos de outras nações europeias. Dito isto, temos aqui o que os matemáticos denominariam um “sistema de equações” com diversas [aparentes] variáveis, mas em fato, não incógnitas. Vamos então à resolução deste, colocando em evidência o fator “Tempo” comum a Darwin, Castros, Barcellos e quartadimensionalidades. Assim teremos: Tempo é o que falávamos naquele artigo mencionado e veiculado com outro mote. Tempo é o que o Autoadesivo Decorativo permeia em sua “evolução específica” E dizíamos, quando Charles Darwin, há quase dois séculos, propôs a Teoria da Evolução das Espécies, nem de longe conceberia que as espécies também promoveriam a evolução natural de seus meios e habitats. Barcellos sabiamente encontrou a quarta dimensão no “movimento virtual” (se me permite o amigo) e este por motivadores tecnológicos. O movimento permite que o objeto da arte, quer do estilista ou da mídia de última geração, faça um deslocamento no Tempo e no Espaço, aí sim alinhadíssimo com o conceito da 4ª. Dimensão! Nesta linha evolutiva estão os Adesivos Decorativos de Alto Valor Agregado, que representam a última geração em solução para decorações e revestimentos (envelopamentos), que veem em salvação dos profissionais das áreas de Arquitetura e Design de Interiores, bem como os “Artistas da Adesivação” que são a tradução mais perfeita da “Lei de Darwin” no que se refere á adaptação das espécies. Como vimos, a Lei da Evolução se aplica a diversos segmentos em que a espécie humana, através de sua capacidade de criação de soluções que venham melhorar a vida em todas as dimensões. A quadrimensionalização da Decoração de Ambientes, com repaginações de móveis e demais produtos, através de tecnologias computacionais, está aí para terem esta teoria aplicada para as espécies evoluídas.

Pedro Fabiano _ Engenheiro Industrial c/ pós-graduação, pela USP, em Gestão de Projetos e Qualidade. Atua há mais de 15 anos como Professor e Coordenador em Universidades e Faculdades de Engenharia e Gestão de Qualidade, além de Consultor Empresarial para Gestão de Negócios, Processos de Produtividade.

CROMAX 1700S
Ampla lança impressora
Eco-Solvente

Dentro de sua filosofia de estar atenta e atender às principais demandas do mercado nacional, a AMPLA Impressoras Digitais surpreende mais uma vez no segmento de impressão de grandes formatos com o lançamento da CROMAX 1700S, uma impressora digital Eco-Solvente de porte Profissional com a melhor relação custo/benefício do mercado. 
Disponível na largura de 1,62m, a  CROMAX 1700S utiliza a tecnologia jato de tinta micro-piezo que entrega resolução de até 1440dpi, garantindo excelente qualidade de impressão. A nova impressora  ganhou também uma tinta eco-solvente desenvolvida especialmente para ela, a AMPLA CR-DX Plus, uma tinta original que entrega excelente performance com baixo custo de produção.
AMPLA DIGITAL oferece a qualidade, suporte técnico, manutenção e garantia, enquanto única fabricante da América Latina de equipamentos de impressão digital para grandes formatos.
  
CROMAX 1700S x Consórcio Contemplado AMPLA  //  A nova CROMAX 1700S Profissional Eco-Solvente pode também ser adquirida por meio de um inovador formato de financiamento lançado pela AMPLA recentemente: o Consórcio Contemplado AMPLA, desenvolvido em parceria com o Banco do Brasil, que tem como objetivo fomentar negócios de vendas de equipamentos atuando como uma alternativa ao crédito bancário. A ação consiste na aquisição de cotas contempladas, transferidas para o cliente, que precisa dispor de apenas de uma entrada correspondente a cerca de 35% do custo total do equipamento a ser adquirido. O valor restante será financiado pelo Consórcio Contemplado AMPLA em prazos que variam de 24 a 36 meses, e a garantia poderá ser, na maioria dos casos, coberta pela própria impressora adquirida.

Simulação de Compra: Entrada – R$12.900,00 / 1ª Parcela de R$1.990,00; da 2ª à 12ª Parcela o valor é R$1.730,00, demais parcelas no valor de R$590,00.
E não é necessário que o cliente tenha conta no Banco do Brasil e o custo total desta operação - com a soma das taxas de administração, fundo de reserva e correções monetárias - são menores que as cobradas pelo mercado convencional de financiamento bancário para pequenas e médias empresas. Toda a operação será concretizada mediante análise e aprovação de crédito pela Instituição financeira responsável pela administração do Consórcio.


Flocagem, Glitter & Moda

Sempre se soube que a aplicação de outros produtos para agregar valor mercantil e estético no vestuário era (e é) revestir para chamar a atenção. É um mercado vasto e com aplicações para todos os gostos e estilos. Pode-se, inclusive, combinar uma aplicação no tecido com outra do mesmo tipo em cosmética, pois, química e maquinário permitem jogos tecnológicos de boa qualidade, como é o caso da utilização de flocagem e de pigmentos, em processos diretos ou não, e, no caso do tecido, muito do ´brilho´ depende de um bom papel-transfer. Também, forrar com flocos uma caixa de presente pode ter o mesmo efeito de uma aplicação no interior do carro da pessoa que a vai receber. O mesmo estilo pode ser combinado entre vestuário e calçado. Eis aqui um mercado que, além de bons produtos, requere criatividade quanto baste!


Informações Técnicas: All Flock [contato@allflock.com.br]

A DECORAÇÃO AUTOADESIVA

COMO ELEMENTO AGREGADOR
DO BINÔMIO FUNCIONALIDADE
E ESTÉTICA

Ao nos reportarmos à matéria do Portal G1 veiculada em fevereiro deste ano (02/2/2017) não há dúvidas que a solução em Decoração a partir de Auto-Adesivos de alto valor agregado veio para ficar! Na matéria citada, em que os depoimentos de profissionais do quilate de Arquitetos renomados, bem como de Consumidores com senso apurado de estética, trazem à luz um tema recorrente nos processos de avaliações que suscitam o melhor resultado do paradigma “custo x benefício”. Este consenso consolidado pela temática abordada pavimenta uma longa estrada salpicada de marcos evolutivos, desde o antigo Egito, onde a junção de elementos orgânicos fortaleceu a adesividade e favoreceu a aplicação desta solução almejada pelos artesãos de então; desde lá o adesivo contribuiu desde as mais triviais necessidades até soluções para os grandes palácios e obras faraônicas. Assim, observa-se que nos depoimentos colhidos e publicados na matéria pautada por aquele veículo de comunicação, há uma real manifestação do alcance desta solução, notadamente ao ser citada de forma tácita e cabal que a alternativa entre o material tradicional; tais como cerâmica e couro, e o autoadesivo decorativo; os louros vão para este, que traz o apelo vinílico em seu processo de fabricação. São assaz louváveis os pontos bafejados pelos useiros e vezeiros desta alternativa, que afirmam de forma categórica, irem amiúde sorver desta fonte de soluções que denotam praticidade, economia e beleza aos seus labores decorativos. Os brilhantes profissionais do “belo” que inquestionavelmente buscam o binômio que pauta este nosso singelo artigo, quer seja, Funcionalidade & Estética, não hesitam em argumentarem que a praticidade é o fator pendular no fechamento desta questão. Une-se ao arcabouço de positividades que fundamenta esta tese do melhor resultado calcado na melhor alternativa, o fato do adesivo decorativo ter propriedades físicas e químicas que fazem qualquer teórico de engenharia sucumbir aos argumentos. São estes a resistência à umidade, à propagação do fogo, e tantas mais que colocam estes produtos no ideário de sonhos dos mais exigentes Designers. Em termos de adesividade, a qual é medida em “tack”, só a evolução pode traduzir os ganhos que vêm singrando o oceano já percorrido pelos avanços da Química Industrial nestes anos de pesquisas e conquistas. Citando o Genial Lusitano Luís de Camões, poderíamos dizer que nesta seara “mudam-se os tempos, mudam-se as vontades... todo o mundo é composto de mudança, tomando sempre novas qualidades”. Aí está resolvido o binômio enunciado no título deste artigo: Mudar é preciso!

Pedro Fabiano _ Engenheiro Industrial c;/ pós-graduação, pela USP, em Gestão de Projetos e Qualidade. Atua há mais de 15 anos como Professor e Coordenador em Universidades e Faculdades de Engenharia e Gestão de Qualidade, além de Consultor Empresarial para Gestão de Negócios, Processos de Produtividade.




RICOH
LINHAS DE PRODUÇÃO DIGITAL
5ª Cor

Dar capacidade à linha de produção gráfica, eis a questão. Empresas gráficas perdem negócios por falta de estrutura em maquinário digital. O segmento de gráfica digital conta agora com a 5ª Cor. Pois é. O sistema de impressão proporciona infinitas possibilidades. A nova extensão de cor suporta um toner branco, que cria imagens impressas em cores escuras e materiais pop metálicas. No âmbito da tecnologia de impressão digital a Ricoh possui uma linha de impressoras projetadas para prestadores de serviços de comunicação visual que querem aumentar a sua capacidade de produção. Uma das linhas da Ricoh é a série Pro C7100X, máquinas com velocidades de impressão de até 90 ppm e memória operacional de até 360 g\m². A alta qualidade de imagem (de até 1.200 x 4.800 dpi) é possível graças à tecnologia Vertical Cavity Superfície emissora Laser (VCSEL). Eis que as possibilidades criativas geradas com a 5ª Cor garantem que a prestador de serviço faça ela mesma a impressão, podendo produzir etiquetas, efeitos metálicos, caixas de transparências, propagandas de janelas, etc., ou seja, um universo de possibilidades.

Apoio editorial: Agência Agamais








Moda & Comunicação Visual














Editor

















CONCEITOS,
TENDÊNCIAS
& NOVIDADES


COMUNICAÇÃO VISUAL

Conceito & Parâmetros Gerais
Johanne Liffey & J. C. Macedo

LEIA +






J-Teck Novidades J-TECK














TECNOLOGIA

Tecnologia









Painel ExpoPrint




Febratex FebraTêxtil 2017






Blog do Jaime





Blog do Jaime






Impressão & Cores 2016




Ampla Digital




PARCERIAS

Lectra



MOGK



J-TECK



Gutierrez



Metal Printer



Aplike Auto-Adesivos



Jobplas



Phenix



Embaplan



Restac do Brasil



Nanodot Technology



Aplike Auto-Adesivos



FCEM - Feiras e Congressos



Lingerie of Ceará


ESPECIAL


JOBPLASS






SGIA 2013






SGIA















Indústria Digital | Livro